Se fosse laranja eu concordaria

Circulou nas redes sociais esta semana um extrato de contrato publicado no Diário Oficial da prefeitura de Campos a compra de papel A4, no valor de R$ 77 mil por um mês.

Até aí não vejo nenhum problema à prefeitura comprar papel. Mas…

Como podem verificar abaixo, a empresa vencedora do certame, é uma quitanda que vende gêneros alimentícios, e não uma papelaria. Para não fazer nenhuma leviandade, também pesquisei o CNPJ da empresa:

Bom, se a quitanda fosse vender laranja para prefeitura eu não questionaria.

Com a palavra o Ministério Público.

📃O QUE SERÁ FEITO COM TANTO PAPEL, 2.151.000 (Dois milhões cento e cinquenta e um mil) folhas de Papel A4, FANFARAEL…

Publicado por Áquila Dias em Quarta, 10 de maio de 2017

Ralfe Reis

Ralfe Reis

Começou a acompanhar os bastidores do poder na adolescência. Atuando na blogosfera desde 2010, cobriu os principais fatos políticos da Planície Goitacá. Gosta de música, massas e praia.

One thought on “Se fosse laranja eu concordaria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *