No pacote de Rafael Diniz, vereadores do governo aprovam ponto biométrico para concursados e libera DAS e RPAs

A bancada de vereadores do prefeito Rafael Diniz aprovou, no pacote de maldades contra os servidores, a implantação de ponto biométrico em todos os setores da prefeitura de Campos. Só que o projeto tem uma pegadinha. Os cargos de DAS e RPAs, em sua maioria formada por parentes e cabos eleitorais de vereadores e do prefeito, não vão precisar colocar o dedão no ponto eletrônico.

A bancada de oposição propôs uma emenda para que os DAS e RPAs colocassem o dedão no ponto, mas a bancada de subalternos do prefeito rejeitou. A emenda foi proposta por Thiago Ferrugem, Thiago Virgílio, Josiani Morumbi, Linda Mara, Kellinho, Joilza Rangel, Miguelito e Ozeias.

Votou pela “liberdade” dos DAS e RPAs, que por indicação muitos são seus parentes, os vereadores Marcão (PPS), Fred Machado (PPS), José Carlos (PSDC), Claudio Andrade (PSDC), Neném (PTB), Genásio (PSC), Jorginho Virgílio (PRP), Roberto Pinto (PTC), Álvaro César (PRTB), Enock Amaral (PHS), Igor Pereira (PSB), Marcelo Perfil (PHS), Marcos Bacellar (PDT), Silvinho Martins (PRP), Pastor Vanderli (PRB) e Abu (PPS)

A propósito, a implantação de ponto biométrico em toda à prefeitura vai custar alguns milhões. Afinal, o aparelho não é barato. Mas espero que não apareça nenhuma dispensa de licitação para tal certame. Agora, com certeza alguém vai ganhar muito dinheiro nesse projeto de “austeridade”.

Ralfe Reis

Ralfe Reis

Começou a acompanhar os bastidores do poder na adolescência. Atuando na blogosfera desde 2010, cobriu os principais fatos políticos da Planície Goitacá. Gosta de música, massas e praia.

7 thoughts on “No pacote de Rafael Diniz, vereadores do governo aprovam ponto biométrico para concursados e libera DAS e RPAs

  1. Melhorar a.qualidade de atendimento sem estrutura de trabalho? Kkkkkk kkkkkk. Só vai fazer o que a maioria já faz, ficar coçando no local de trabalho se ter como atender ninguém. Gastando milhões com uma coisa inútil no que diz respeito a qualidade de atendimento. Colocando a culpa nos servidores por um problema de gestão. Sério? E DAS não precisa cumprir horário? Quer economizar as custas de quem estudou para estar lá para beneficiar os imbecis dos DIAS.

  2. Sem surpresa. Você acha que eles iam colocar os “companheiros” para trabalhar? São todos da mesma linha do prefake. São como abelhas: ou estão voando ou fazendo cera. É muito duro ver nossa Cidade no comando desse bando. Só Jesus por nós.

  3. Então a crise acabou? Porque o sistema de ponto biométrico além de ser muito caro, a manutenção é precária. Tem que ser feito fora do município. Se tem dinheiro pra comprar esse sistema tem que ter para o aumento de salário dos servidores.

  4. O sistema de ponto biométrico é caro, RPE E DAS não precisa ir trabalhar, ganha parado. Ou a crise passou ou esse dinheiro gasto para implementar e fazer manutenção do sistema vai beneficiar algum patrono invisível?

  5. Mais um contrato. Quem vai vigiar o ponto? Os próprios servidores serão desviados de função?
    Equipamentos vão apresentar problemas recorrentes, não haverá manutenção de modo a não interromper o serviço contratado e fatura será quitada integralmente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *