Após inchaço, prefeito Rafael Diniz paga RPAs com atraso e cortes nos salários

Os contratados por Recibo de Pagamento Autônomo (RPA) da Prefeitura de Campos, que deveriam ter sido pagos no 5º dia útil, receberam os salários atrasados nesta sexta-feira (11). Porém, ao chegar ao banco para receber, os contratados tiveram uma surpresa desagradável. Os salários foram reduzidos em até 50%.

Segundo contratados, que preferiram não se identificar para não sofrer represaria, contratados de nível técnico tiveram uma média de redução em R$ 300, e do nível superior R$800.

Já em outros níveis houve funcionários que receberam entre R$ 500 e R$ 600, menos do que o salário mínimo no país.

Servidores denunciam inchaço

Em um perfil no facebook, servidores concursados denunciam o inchaço no número de RPAs em vários setores da prefeitura. No início do ano, o Diário da Planície chegou a denunciar várias contratações de RPAs e DAS indicados por vereadores que compõem a base do governo Rafael Diniz na Câmara. O inchaço acabou sacrificando todos os contratados.

Na postagem no facebook, os servidores relatam que no atual governo o número de contratados em vários setores é superior ao governo anterior.

Vamos usar o comentario dessa postagem para falar as unidades que estão com mais RPA do que na gestao passada ?#fiscalizando

Publicado por Servidor Municipal de Campos em Sexta, 11 de agosto de 2017

Ralfe Reis

Ralfe Reis

Começou a acompanhar os bastidores do poder na adolescência. Atuando na blogosfera desde 2010, cobriu os principais fatos políticos da Planície Goitacá. Gosta de música, massas e praia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *